Total de visualizações de página

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

O assassinato das cartas sentimentais....

Sempre adorei cartas. Confesso que tenho traído este costume. Mas sou tarada numa cartinha. Hehehe... A Moarinha e papy's que o digam. Nunca passo limpo as minhas cartas.  Porque é a emoção encarnada, no tremor da letra, na presença ou falta de coordenação motora, na inclinação do texto, nas marcas de lágrimas, na passionalidade textualizada que dão a poesia deste veículo de comunicação.
 Além disto, como sou historiadora, vejo nas cartas uma riquíssima fonte histórica. Quantos livros tiveram como principal fonte, cartas, cartões telegramas e afins??? Muuuuuitos! A propósito, tem um museu belíssimo no Pelourinho- Museu Tempostal. Este museu passeia por diversos períodos da histórias tendo como base as trocas de cartões postais... tem cada um romântico, lindo!!! :] 
O grande caaaaaaaaaaaaos! Querem privatizar os correios. Aliás, querem vender pra gringa os correios. Vá lá! Nós que compramos cosméticos e produtos pela net sabemos que o serviço anda meio capenga. E por que tá assim!?!?!? Simples! Forçar um péssimo atendimento, diminuindo o quadro e condição dos funcionários, é uma maneira de justificar a venda dos correios. Na desculpa de que o serviço está ruim, vão acabar com um dos poucos serviços que hoje não há discriminação. Todos podem mandar cartas, independente de sua cor, sexo, opção ou condição social. Geeeente! É o fim dos cartões de aniversário, é o fim das cartas sociais. É o fim das cartas de amor...fiquei triste. Eu que sou uma romântica incontrolável, escolhi este vídeo para vocês entenderem o que tá acontecendo, e se assim compartilharem desta revolta comigo DIVULGUEM!!!!. :(
video

Nenhum comentário:

Postar um comentário