Total de visualizações de página

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Música linda =D! Preta-Cordel do Fogo Encantado.

Já postei diversos textos, entre pensamentos, poesias, desabafos e outras coisas...também já rolou vídeos, fotografias e afins... mas, um pouco de música me faltava. Não sou muito de escutar música. Conheço pessoas que o tempo todo estão escutando algo. Embora eu goste (afinal quem não gosta), não costumo muito ouvir poéticas, e às vezes nem tão poéticas assim, as melodias. Preciso do silêncio. No inverso disso, eu gosto de dormir escutando música... é, eu sei, é estranho...mas sou eu! Fazer o que... Ouvi esta música antes de dormir ontem, e me lembrei de uma saudade. Não daquela dos ventos pernambucanos, não de ouvi-la no lugar onde ela foi feita, mas saudade do que não me lembra nenhuma memória anterior. Saudade de ouvir o som que nomeia esta composição. Música linda para uma(s) pessoa(s) linda (s)...mesmo não sendo o plural o motivador deste post, sintam todos contemplados na singularidade de cada afeto.
video

domingo, 25 de setembro de 2011

video

Existem muitos desenhos gringos legais e bastante didáticos, como Kiriku, Sherek e Persépolis. Apesar de cada vez mais a indústria gringa do audiovisual, se tocar que a maioria do público não segue o "esteriótipo" e nem dá pra fazer desenho sem noção,  crianças tem inteligência e reflexão, é bom ter nossos próprios heróis. Cometem, deixem suas críticas e sugestões..quase um sac..hahah!
Uma bela semana a todas/os. Bjim... 

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

O assassinato das cartas sentimentais....

Sempre adorei cartas. Confesso que tenho traído este costume. Mas sou tarada numa cartinha. Hehehe... A Moarinha e papy's que o digam. Nunca passo limpo as minhas cartas.  Porque é a emoção encarnada, no tremor da letra, na presença ou falta de coordenação motora, na inclinação do texto, nas marcas de lágrimas, na passionalidade textualizada que dão a poesia deste veículo de comunicação.
 Além disto, como sou historiadora, vejo nas cartas uma riquíssima fonte histórica. Quantos livros tiveram como principal fonte, cartas, cartões telegramas e afins??? Muuuuuitos! A propósito, tem um museu belíssimo no Pelourinho- Museu Tempostal. Este museu passeia por diversos períodos da histórias tendo como base as trocas de cartões postais... tem cada um romântico, lindo!!! :] 
O grande caaaaaaaaaaaaos! Querem privatizar os correios. Aliás, querem vender pra gringa os correios. Vá lá! Nós que compramos cosméticos e produtos pela net sabemos que o serviço anda meio capenga. E por que tá assim!?!?!? Simples! Forçar um péssimo atendimento, diminuindo o quadro e condição dos funcionários, é uma maneira de justificar a venda dos correios. Na desculpa de que o serviço está ruim, vão acabar com um dos poucos serviços que hoje não há discriminação. Todos podem mandar cartas, independente de sua cor, sexo, opção ou condição social. Geeeente! É o fim dos cartões de aniversário, é o fim das cartas sociais. É o fim das cartas de amor...fiquei triste. Eu que sou uma romântica incontrolável, escolhi este vídeo para vocês entenderem o que tá acontecendo, e se assim compartilharem desta revolta comigo DIVULGUEM!!!!. :(
video

A voz viva-muda de todos os dias...

Antes que a curiosidade consumam vossas cabecinhas...essa foto é uma fraude. Eu estava viajando no meio da estrada, mas especificamente em frente ao Campus da UNEB de Alagohell, pedindo carona, e o pior, com um febrão de cozinhar o juízo. Já tem dois anos esta fotoca.
Eu queria uma foto, que pudesse expressar o quão as ações, as vontades, a voz e muitas vezes as imagens são deslocada do contexto original, ou pelo menos da intenção inicial. Exatamente nesta hora, minha amiga analisava, e perguntava como eu em uma situação difícil, mantinha-me languida (elegantemente abatida), lendo uma edição da Revista de História da Biblioteca Nacional, tomando um iogurte de frutas.
O interessante, é que o contexto, a situação original desta foto, não é o que ela representa. 
Criei um blog pra poder conversar com meus queridos educandos, intitulei saindo da invisibilidade, justamente por que queria conversar, criticar, dividir e aprender.Enfim, queria ser vista! Enderecei de "tá viva voz",  exatamente por que o pensamento inicial de tudo, era fazer um megafone virtual, no qual as vozes destes, daqueles, minhas e de tantos outros que aqui viesse, se mostrassem vivas! Desde o início da semana, eu sou  interpelada dos comentários..."vi seu blog.. aí José: meu pai viu seu blog, depois Aline só tem política no seu blog." No final das contas, a voz viva, aqui ficou muda.rs! Então! Uma convocação! Queridas/os! Lembre-se a voz sempre/precisa está viva. Sintam-se a vontade para comentar! 
Muitos coloridos beijos, e uma magnífica semana.

"Tudo vale a pena se a alma não é pequena,"
 Fernando Pessoa.

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Poema do dia...e indicações literárias.


A vida é o que é
a arte
de ser e não ser
o que não é

Autor: Carlos Vogt


P.S. Vi este poema na revista eletrôica da  UNICAMP. Gosto bastante desta revista. Confesso que não consigo ler todos os números, por que as vezes tem preguiça, por que eu tenho muitas coisas ler e tantos outros por que, que nada vale!rsrs..... mas, leiam! Bjiim.

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Color blocking





É gente, eu não só falo de política. Aliás, eu quase não falo de política.hahahaha... brincadeirinha. A real é que outras seduções capitalistas me interessam por demais.... adoro moda. No fundo, não é bem moda... por que como diz a Regina Casé " a moda está fora de moda, o negócio são tendências..." hehehe
Hoje eu vim falar de uma super tendência out do verão 2012- Color Blocking. Trata-se de misturar blocos de cores diferentes no mesmo look. Não precisa ser roupas necessariamente. O color blocking deu outra leitura a estampa, a mistura de cores sólidas compõe o estampado do look. As mais ousadas podem pensar em estampas geométricas no mesmo tecido. Para as mais tímidas, é interessante pensar em acessórios coloridos.  Eu que amo coisas coloridas, já venho fazendo tentativas color blocking a uma rapa... Mas calma calma, pra sair causando as cores tem ficar em harmonia. Eu a rainha dos tópicos, rsrs, preparei uns pra ocês:
  • Se vc não se sente segura, não caia na pilha do sistema... a moda ta fora de moda! A real   é que o colorex é um estilo pra quem gosta de ser bafo!hahaha
  • Mas se vc não quer ficar em segundo plano na cena deste verão, ouse! Comece apostando em acessórios, o color blocking não colocou o nude na fogueira não. Pra quem ainda não se sente a vontade mescle estampas menores, ou tons nude, com acessórios de diferentes cores. 
  • Dica! Até se sentir a vontade com o estilo, mescle no máximo três/quatros tons; mais que isso é perigo!
  • A ideia central do color blocking é fazer um bloco de cores; que se hamornizem. Por exemplo, mesmo que você use diferentes cores, parte delas devem compor a mesma cartela. Assim: Amarelo, dourado, roxo e verde. As duas primeiras são quentes, e da mesma cartela e as outras frias(roxo e verde). Tudo em pura sintonia.
  • As cores mais mesopotamicas serão: dourado (vrá!), amarelo, laranja, vermelho, roxo, púrpura, rosa, turquesa, verde e navy (azul escuro). E desculpem aí, mas infelizmente por conta dos escrotos, não encontrem moças de "melanina acentuada"rsrsr- parafraseando a peça "Namíbia não!" do Lázaro Ramos, assistam.
  • E quem estar pensando que o color blocking ficou apenas nas roupas e nos acessórios, se enganou! As maquiagens flúor é uma tendência desde o verão passado, mas agora a gama de cores é mais abrangente. Os esmaltes não ficaram de fora! O tom da hora é o rainbow! Eu particularmente não curto muito esmaltes mais coloridos, mas quem é de atitude bombem!
  • Por fim, meninos, apostem no color blocking. Fica um luxo! Não deixem de ser fashions por homofobia. Por favor, hein! Não me façam passar esta vergonha. Como disse meu querido aluno Bruno; " a diversidade é normal". Escolhe um look mais básico, que  serve p trabalho e o dia-dia.

É isso gatíssim@s! Beijos...Para dívidas e aperriamento use Pisa, para (quase, rs) todas as outras coisas, existe Anne.hahaha  Bom fds! Estudem para prova, ela tá linda!=D

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Desordem e regresso...

Babys!
Minha ausência é justificada pela minha gestação academica, rsrsr. Até o dia 10 minha cabeça estará consumida pelo meu segundo artigo. Quando terminar a versão final juro que posto pra vocês. Mas, hj, dia de inverdades históricas, é preciso fazer algumas considerações, super, mega, hiper necessárias.
  • A condição de independente é aquele q obtém livre direito do exercício da autonomia. Na real a capacidade de tomar suas próprias decisões à revelia de outrens. Meus educandos queridos q o digam isso nesta adolescência pulsante, hein...rsrs
  • O Brasil, em 07 de Setembro de 1822, não se tornou livre. Visto que a liberdade chegou para quase ninguém.
  • Digo isso por que o 07 de Setembro não rompeu os laços com Portugal, nem tampouco com o Sistema Colonial.
Vamos aos questionamentos:
  1. Como o Brasil pode ter se livrado de Portugal, se quem assumiu o poder depois da tal "independência" foi um portugues?- D. Pedro I. Que além de Imperador do Brasil era príncipe de Portugal.
  2. É possível acabar com o Sistema Colonial sem acabar com sua principal forma de exploração humana; a escravização?
  3. Como ser livre em um lugar onde pessoas(os negros) ainda eram tratadas como propriedades? Um dia eu posto aqui o código civil de 1830. Mas basicamente, o negro, não era considerado humano. É simples, assim como o computador que vc lê esta matéria lhe pertence, o negro, na condição de escravizado, também pertencia a alguém. Deste modo, assassinar o escravizado, através do espancamento público (lá no conhecidíssimo Pelourinho), não era considerado crime. Era minha propriedade, eu posso fazer o que eu quiser. Que nojo! É uma coisa que o capitalismo criou: o direito à propriedade.
Enfim, o 07 de Setembro é um desreipeito aos brasileiros; a única coisa que nos trouxe foi uma dívida externa babado, que o Brasil  teve que assumir. Dívida esta que era de Portugal com o Reino Unido, e foi a condição para a tal "liberdade".
Namoral, não vamos compartilhar deste faz de conta. Num existe compras coletivas, o 07 de Setembro é uma mentira coletiva.hahahhaahah Ser livre é ser consciente.
Beijos, a pró adora vocês! =D